top of page

Votado em 10 de julho, na Comissão de Educação do Senado Federal, o Dia Nacional dos Desbravadores


A Comissão de Educação e Cultura do Senado Federal aprovou na segunda-feira, 10 de julho, o projeto de lei 3936/19 que institui o Dia Nacional dos Desbravadores. Com a medida, o dia 20 de setembro integrará o calendário oficial do País

A matéria é uma reprise do conteúdo publicado por Jefferson Paradello/Brasil

em 11 de julho de 2023

(Imagem mostra atividade dos desbravadores em Araci-Ba, em evento de comemoração oficial da Secretaria Municipal de Educação)

Desde 1950, o Clube de Desbravadores tem focado no desenvolvimento físico, mental e espiritual dos adolescentes (Foto: Gustavo Leighton)

A Comissão de Educação e Cultura do Senado Federal aprovou na última segunda-feira, 10 de julho, o projeto de lei 3936/19 que institui o Dia Nacional dos Desbravadores. Com a medida, o dia 20 de setembro integrará o calendário oficial do País. A etapa seguinte para que o projeto se torne lei é a sanção do presidente da República. Por ter caráter terminativo, não precisará passar por nenhuma outra instância.

Trata-se de um reconhecimento das autoridades quanto à relevância do cuidado, ensino e formação de jovens em todo o Brasil. Em sua exposição, o relator do projeto, senador

Hamilton Mourão, reforçou a contribuição dada aos participantes desde a década de 1950. "Os clubes de Desbravadores enfatizam a importância da educação, da saúde e do serviço à comunidade. Estimulam o crescimento integral dos jovens, preparando-os para serem cidadãos responsáveis e comprometidos com o bem-estar de todos”, disse Mourão.

“Quero parabenizar a iniciativa da Câmara dos Deputados, através do deputado Tadeu Alencar, e relatoria do senador Hamilton Mourão. Acho que todos nós, em diferentes locais da Federação, acompanhamos o trabalho, a presença, a formação que vocês realizam e o auxílio à comunidade, com diferentes iniciativas”, elogiou a senadora professora Dorinha Seabra, vice-presidente da Comissão de Educação e Cultura do Senado Federal.

O projeto foi votado de forma unânime. Na sala onde a Comissão ocorreu, desbravadores, integrantes da diretoria de clubes e outros líderes visualizaram o resultado pelos painéis espalhados pelo ambiente. Um deles era o pastor Udolcy Zukowski, que dirige esse ministério em oito países sul-americanos. Ele acompanha o processo de perto desde seu início, quando foi proposto no ano de 2018 e aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados, em 2021.

Senadores presentes conheceram as bases do Clube e o trabalho realizado em todo o Brasil. (Foto: Gustavo Leighton)

Relevância social

“Posso confessar que como bom desbravador, como apaixonado pelo Clube de Desbravadores, fiquei emocionado. Sozinho ali pensei em cada diretor de clube, cada conselheiro, cada pai e mãe de desbravador, cada desbravador que luta para ser reconhecido, pra ter credibilidade, para ser valorizado. E agora teremos um dia que será fundamental para nós. E é o primeiro País do planeta a ter o Dia Nacional dos Desbravadores”, vibra.

Atualmente, Argentina, Brasil, Bolívia, Chile, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai concentram 13.809 clubes e 369.613 desbravadores. Apenas no Brasil são 288.353 participantes. Manaus, por exemplo, é considerada a capital mundial dos desbravadores. Isso porque ela conta com 413 clubes. Em seguida estão a cidade de São Paulo, com 362, e Salvador, com 187. Com a instituição da data, além da visibilidade, espera-se que mais clubes venham a nascer em todas as regiões do território nacional, possibilitando assim desenvolvimento físico, mental e espiritual para mais adolescentes.

Integrantes representaram os milhares de participantes espalhados por todo o Brasil

Durante a Comissão, o senador Zequinha Marinho pediu a palavra para reforçar as contribuições dos desbravadores para a sociedade. “Lá no meu Estado, Pará, graças a Deus há um trabalho muito grande, dividido em quatro Associações da Igreja Adventista [sedes regionais da denominação]. Um total de 1.028 clubes em todo o Estado do Pará, com mais de 28.400 meninos e meninas participando. Quero louvar a iniciativa. Essa Comissão presta uma grande homenagem para essa turma de gente nova que precisa começar a vida muito bem, reconhecendo e aprendendo coisas boas”, sublinhou.

Aos 12 anos, Alícia Ferreira foi uma das representantes dos milhares de desbravadores que terão um dia no calendário oficial do Brasil. Ela integra o clube Corais, de São Sebastião, no Distrito Federal, e diz sentir-se honrada com esse reconhecimento. A data, assegura, é uma oportunidade para que mais pessoas se interessem por aquilo que faz muita diferença em sua vida. A adolescente garante que nos últimos dois anos fez muitas amizades e viu mudanças não apenas no seu jeito de ser, mas principalmente em seu relacionamento com Deus.

Alícia (direita) aprendeu a amar o Clube com a mãe, Andressa, que se tornou desbravadora na adolescência (Foto: Gustavo Leighton)

“Quando se fala que estamos formando bons cidadãos, isso é mais que comprovado. Essa mistura tão boa que a gente faz de aventura, de amizade e superação ajuda nossos adolescentes a focarem naquilo é útil, naquilo que é bom, naquilo que é agradável”, assegura Zukowski.

Para conhecer mais sobre o Clube de Desbravadores, visite encontreumclube.org

227 visualizações1 comentário

1 Comment


Admilson Ferreira
Admilson Ferreira
Jul 12, 2023

Bom dia!!!

Maravilha!


Like
bottom of page