Bem-vindo | 15/06/2021

Portal Folha - O seu Jornal Online

Prefeito se antecipa, paga salário e afasta o estado de greve dos professores

Não se sabe o que levou o prefeito Silva Neto a dar o primeiro passo, mas ao pagar o salário dos professores considerada por eles (com atraso), fragilizou um lado da queda de braço. A peleja mais leve agora é pagar o salário de setembro em atraso dos auxiliares de serviços que recebem dos 40% e já chegando o de outubro.

Por Gidalti Moura

sex, 21/10/2016 às 16:50

Prefeito se antecipa, paga salário e afasta o estado de greve dos professores

O prefeito Silva Neto pagou o salário de setembro dos professores no dia 10 de outubro. O salário do pessoal de apoio da educação, todavia se encontra em atraso até hoje, 21 de outubro e essa situação levou a categoria por iniciativa do sindicato APLB, anunciar estado de greve a partir do dia 14.

O sindicato formou uma Comissão de Greve e baixou Edital no dia 17 anunciando para hoje (21) uma Assembleia geral Extraordinária para decidi as providencias que seriam tomadas neste estado de greve.

Prefeito se antecipa, paga salário e afasta o estado de greve dos professoresComo explicou o delegado da APLB Elmer Carvalho, o estado de greve trata-se de um preparativo para deflagrar a greve a qualquer momento, caso o objetivo não seja negociado ou alcançado com a parte, no caso o governo municipal.

Na assembleia de hoje, os professores lotaram a nave central da Câmara de Vereadores e havia professores nas galerias para ouvir Elmer falar sobre a Lei que regulamenta o direito de greve e decidir sobre a manutenção ou suspensão do estado de greve vivido desde o dia 14.

O prefeito Silva Neto se antecipou dando o primeiro passo. Ao pagar o salário dos professores considerada por eles ( com atraso), fragilizou o braço direito da greve e ganhou a queda de braço mais dura. Ficou o lado mais fraco da peleja que foi o pagamento dos auxiliares de serviços que recebem dos 40% ainda sem receber e sem previsão.

Mesmo assim, pode se observar na assembleia, que a categoria que hoje reúne as duas alas que fazem a educação acontecer, professores e auxiliares, não conseguiram o respeito do prefeito e de sua equipe econômica e isso tornou-se patente no encontro.

Porque foi colocado na assembleia que apenas o pagamento dos professores não atende os anseios da classe que exige:

  1. Um dia definido para o pagamento do salário;
  2. Pagamento sem atraso para o pessoal de apoio que recebe dos 40%;
  3. Solução para os problemas dos consignados descontados dos servidores e não repassados às financeiras;
  4. Explicação do problema do repasse dos valores retidos em nome do INSS que não vem acontecendo há muito tempo e sendo praticado pela gestão atual, criando uma bola de neve sem precedentes.

A mesa dos trabalhos estava formada com o pessoal do sindicato e pela comissão de greve formada por representantes de setores de apoio da educação, como: Virgílio Barreto da área de informática, Erivaldo Lima, Isoneide da Silva Cabral e Maria Elizabete Sena dos serviços gerais e Marcelo Jesus de Carvalho dos motoristas.

Terminada a assembleia, a categoria unanimemente decidiu suspender o estado de greve com a sinalização da bandeira branca do prefeito com o pagamento do salario dos professores, mas será mantido o “indicativo de greve” depois do dia 09 de novembro pela insegurança que prevalece em relação aos itens que ainda não foram conseguidos, declarou o diretor da APLB Elmer.

Prefeito se antecipa, paga salário e afasta o estado de greve dos professores Prefeito se antecipa, paga salário e afasta o estado de greve dos professores
Prefeito se antecipa, paga salário e afasta o estado de greve dos professores Prefeito se antecipa, paga salário e afasta o estado de greve dos professores

Prefeito se antecipa, paga salário e afasta o estado de greve dos professores

 

Comentários