Bem-vindo | 18/06/2021

Portal Folha - O seu Jornal Online

Oposição preside a Sessão e o presidente assiste de camarote

Numa sessão inusitada, a oposição bota marra, deixa de fora o presidente, declara existência de quorum, coloca um vereador que não é membro da mesa para presidir os trabalhos e o resto se lerá “adelante” – Registro, opinião e Comentário do Editor de Política e Gestão do Folha, Gidalti Moura.

Por Gidalti Moura

ter, 21/05/2013 às 16:28

Por: Gidalti Moura

Foi o que aconteceu na Sessão ordinária desta terça feira (21/05) na Câmara Municipal de Araci, Cidade de Todos (nós).

Quem foi assistir à Sessão, acabou assistindo uma exibição de domínio por uma ala que teve todas as chances de dominar como oposição os destinos do legislativo de Araci. Como disse o presidente da hora, Laerto, escolhido com amparo regimental pela ausência dos titulares para assumir a presidência, por ser o mais velho. “Pela primeira vez estou sendo presidente”, disse na presidência da mesa o vereador.

Oposição comanda sessão em Araci.Da tribuna, o vereador Rômulo gritava, embargado, emocionado com sinais de quem estava em estado de choque: “Socorro, imprensa falada e escrita” e citava o nome de Gidalti e de George Silva que estavam ali sem qualquer intenção de captar fatos para suas pautas. Mas não deu para ficar somente na berlinda de dois simples cidadãos. Acabamos assistindo uma Sessão inusitada, onde a oposição assumiu a presidência da Casa, tocou os trabalhos usaram e abusaram da tribuna e  aproveitaram para esbordoar o presidente. E o mais inusitado, o vereador José Augusto, presidente, estava no andar de cima a escutar de camarote todas bordoadas contra ele em palavras e gestos, intensos dos vereadores da oposição.

Apenas cinco vereadores estavam em suas mesas e um deles, Laerto, assumiu o centro da mesa e comandou os trabalhos de uma Sessão que não era para acontecer por alegação de quórum aberto. Em suas mesas: Léo, Riva, Gilmara e Rômulo.

Esse presidente está cometendo atrocidades incríveis nesta casa, dizia o vereador Rômulo. “O presidente chegou nesta casa, sem paletó, chamou os vereadores e não realizou a Sessão alegando falta de Quórum”, disse Laerto.

Rômulo apresentava da tribuna uma lista de presença que constava as assinaturas de sete vereadores, inclusive a dele, que pediu não ser computada para eleito de quórum porque assinou intempestivamente. “Mas tinha seis vereadores e dava pra fazer a Sessão”, disse. E continuou Rômulo: “O presidente não respeitou os colegas presentes e decidiu com seu jeito ditador que não haveria Sessão. Mas os cinco vereadores da oposição se uniram confiando em seis assinaturas da lista e realizaram a Sessão da qual se valeram para vomitarem tudo o que tinham contra o presidente José Augusto.

Rômulo disse estar com tremedeira nas pernas e que o gardenal sempre esteve ligado a ele em tempos atrás e que agora teria de encarar o gardenal para se prevenir de uma síncope.

Oposição comanda sessão em AraciO vereador Riva do PT, iniciou seu pronunciamento pedindo um minuto de silêncio para a líder sindicalista Madalena, sepultada no sábado passado e aproveitou o momento e o clima para “PTsar” o presidente. “Estão querendo implantar nesta Casa um regime que já foi banido desse país há muito tempo: a ditadura” disse o vereador Rivaldo.

Procuramos falar com o presidente que estava em seu gabinete. “Presidente, quer fazer algum comentário sobre essa sessão inesperada?”, perguntamos. “Cheguei para abrir os trabalhos e convoquei os edis para se apresentarem e tomarem assento. Conferi que na lista de presença tinha apenas a assinatura de quatro vereadores e, ao assinar ficou com cinco, número inferior aos dois terços do quórum regimental.

Esperei o tempo de tolerância habitual e como nada mudou, anunciei que não teria sessão e deixei o ambiente do plenário. Depois fui surpreendido com mais duas assinaturas na lista do vereador Virgílio e Rômulo que chegaram depois de anunciar que não tinha sessão.  Foi com base nessa segunda situação, de seta nomes na lista, que eles resolveram realizar a sessão, mesmo saindo, eu e os outros: Anastácio, Virgílio e Marcos.

“Presidente, havia em vossa excelência uma predisposição para não realizar a sessão de hoje, por alguma pauta complicada ou de interesse do executivo, que melhor seria não ter sessão?”, perguntamos. “Não”, respondeu. “Esses arranjos fazem parte da política, até reconheço, mas não foi o caso de hoje”, garantiu o presidente.

Oposição comanda sessão em Araci“Estão falando de muitos processos contra sua forma de dirigir essa casa com atrocidades, isso lhe preocupa?” “Quem deve estar preocupado são eles da oposição. Eu que tenho muita coisa para jogar contra eles e até processualmente e irei jogar toda a verdade da gestão passada e inclusive do último período de gestão da presidente Gilmara e vou fazer isso na Rádio, segunda-feira”, concluiu o presidente.

 

 

Comentários