Bem-vindo | 15/06/2021

Portal Folha - O seu Jornal Online

Nenca na Cultura FM. Gratidão e conversa franca

“Não estou inelegível. Se houver eleição amanhã, estarei apta para disputar qualquer cargo eletivo! – Disse Nenca”.

No programa Patrulha da cidade levado ao ar nesta sexta-feira (14.10), a ex-prefeita Nenca e sua companheira de chapa na última eleição agradeceram ao povo e Nenca tomou tempo para dissipar controvérsias de votos nulos e inelegibilidade.

Por Gidalti Moura

dom, 16/10/2016 às 19:18

Nenca chegou aos estúdios da Cultura FM por volta das 13h34minh. O apresentador do Patrulha José Socorro, cumprimentou a dupla Nenca & Marlúcia e a ex-prefeita e ex-candidata começou fazendo suas saudações.

Com seu bordão próprio de tratamento, saudou sua “gente querida de Araci”, saudou a coordenação da campanha, a equipe de trabalho de campo e de gabinete e por fim saudou os jovens, os idosos e as crianças.

Abraçou com palavras de elogio e agradecimento, a todos os candidatos das duas coligações proporcionais e destacou os vereadores eleitos, Laerto com o primeiro dos 15 eleitos e seus 1.927 votos, Léo de Marlúcia como o terceiro mais votado e seus 1.156 votos Roberto do Sem Freio o quarto em numero de votos com 1.108 votos, 6º Léo de Eridan que ficou em 6º lugar com seus 1.076 votos e Luiz do Boa que com seus 959 votos foi o 10º em quantidade de votos entre os eleitos. Os n eleitos romulo bete riva…

Nenca na Cultura FM. Gratidão e conversa francaConversa Franca:

“Venho a público esclarecer, com base nos posicionamentos da Justiça Eleitoral, como se deu o processo de registro de minha candidatura, como tantas vezes fiz questão de informar aos meus eleitores durante a campanha”. – disse Nenca.

Em momento algum menti ou omiti fatos sobre a minha candidatura à prefeita deste Município, muito embora meus opositores durante toda campanha tenham usado dessa situação como arma para prejudicar minha conquista e meu trabalho.

Registro de candidatura:

Como todos sabem o registro da minha candidatura foi indeferida pela Justiça Eleitoral de Araci, e em razão do indeferimento recorri ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Dessa forma continuei apta a concorrer, aguardando o julgamento, que como todos sabem não houve tempo de ser julgado antes das eleições.

Uma relação do TCE que publicava meu nome entre os gestores considerados inelegíveis, levou a Justiça local a indeferir meu registro.

Recorri mostrando que não estava na mesma situação dos outros inelegíveis e isso pode ser provado através de certidão do próprio TCE, se alguém quiser confirmar.

Portanto estava CANDIDATA, e estava APTA para concorrer às eleições e sem risco de ter meus votos jogados no lixo como muitos diziam para confundir meus eleitores. Minha situação era completamente diferente do antigo gestor Jose Eliotério da Silva Zedafó com quem queriam assemelhar meu caso. Zedafó na eleição de 2008 estava sim INELEGIVEL, pois estava condenado com sentença transitado em julgado tanto no TER como no TSE.

O que aconteceu com os meus 12.065?

O fato dos meus votos não terem sido divulgados, pela Justiça Eleitoral, como ocorreu com os demais candidatos, não significou não terem sido computados, apenas ficaram “congelados”, vamos assim dizer, até que o recurso por mim interposto ao TRE fosse julgado. Portanto, caso fosse vitoriosa nas eleições, o que não ocorreu, o meu recurso seria julgado e os meus votos totalizados e divulgados. Como não venci o pleito eleitoral, o TRE seguiu o entendimento do Superior Tribunal Eleitoral – TSE, e tornou prejudicado o meu recurso, situação que seria diferente caso fosse VITORIOSA.

Quero esclarecer a todos, que se tivesse julgado meu recurso, estaria sim apta a concorrer com deferimento de meu registro. Não estou inelegível como muitos dizem por aí. Se hoje tivesse de haver uma eleição, estaria apta para concorrer sem qualquer impedimento…

Afinal, inelegível ou não?

É importante que fique claro que se eu fosse eleita, a situação seria bem diferente, o mérito do meu recurso sobre as contas do TCE seria julgado, eu ganharia a questão e com certeza assumiria o meu mandato, pois assim é o entendimento da Lei Eleitoral. Infelizmente, perdemos a eleição e o recurso perdeu o objeto.

Vitória e o futuro.

Sinto-me vitoriosa, mesmo tendo perdido a eleição.

Obtive 12.065 votos de esperança e de confiança. Nunca, iria enganar meus eleitores sobre a minha candidatura, como tentam fazer acreditar os meus opositores.

Mais uma vez, agradeço profundamente os votos conquistados, continuo na luta pelo meu Araci e agora muito mais lutarei poie sei que muitas dificuldades virão.

O futuro pertence a Deus. Estarei sempre de cabeça erguida ao lado de minha gente querida. – finalizou Nenca.

 

Comentários