Bem-vindo | 17/05/2021

Portal Folha - O seu Jornal Online

Araci apresenta capacidade de 83% em de ocupação de leitos para Covid-19

“A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município está com mais de 80% da sua capacidade de ocupação e se coloca na mesma linha de risco de se classificar fase vermelha se a população não contribuir”. Afirma medico e enfermeira responsáveis pela unidade.

Por Gidalti Moura

qua, 03/03/2021 às 17:00

O Estado da Bahia apresenta no momento (em 1/03), um quadro de ocupação UTI adulto de 83%. De UTI pediátrica, 67%. De enfermaria adulto, 64%, de enfermaria pediátrica, 75%. Araci está classificada na mesma linha de risco do estado e de muitos municípios em relação ao aumento de casos e mortes pelo corona vírus.

O médico Jédson e a enfermeira Railene, responsáveis pela UPA de Araci, se utilizaram da rede social para divulgarem através de vídeo que a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município está com mais de 80% da sua capacidade de ocupação e no Videoclip onde se manifestam os dois profissionais de saúde, eles pedem à população que sigam as orientações da Secretaria Municipal de Saúde.

O pelo do Dr. Jédson e da enfermeira Railene é para que todos continuem tomando as medidas de proteção contra a Covid-19, especialmente agora, em que a taxa de transmissão da doença aumentou assustadoramente em todo país.

“As pessoas têm que tomar as devidas medidas de proteção contra o coronavírus, evitando aglomerações, utilizando a máscara, lavando as mãos com a aplicação de água e sabão e, também, o usado o álcool gel”. Isso se constitui na mais importante ação que todos podem e devem fazer para que possamos evitar a propagação das transmissões aqui em nossa cidade e em nosso município” – Foi o apelo dos responsáveis pela UPA.

Em todo país a situação é quase igual em todos os estados. Confira a lista completa da ocupação dos leitos de internação nos estados:

Paraná – Ocupação de leitos UTI rede pública: 92% (adulto) | 41% (pediátrico) | Enfermaria: 72% (adulto) | 41% (pediátrico) – atualização em 2/03

Santa Catarina – Ocupação de leitos UTI SUS: 95,4% (UTI adulto: 99,1% | UTI pediátrico: 63,1% | neonatal: 89,2%) – atualização em 01/03

Rio Grande do Sul – Rio Grande do Sul – Leitos UTI Adulto: 96.9% (Taxa Geral – SUS+Privados) | Leitos UTI SUS: 88.3% | Leitos UTI privados: 122.1% | Leitos Covid-19 Clínicos: 64.9% – atualização em 01/03

São Paulo – São Paulo – Ocupação Leitos UTI: Estado: 74,3% | Grande SP: 75,5% | Ocupação Leitos Enfermaria: Estado: 55,6% | Grande SP: 62% – atualização em 01/03

Rio de Janeiro- Ocupação UTI: 63% | Enfermaria: 42% – atualização em 01/03

Minas Gerais -Ocupação UTI Covid SUS: 36,82% | Enfermaria Covid SUS: 11,94% – atualização em 01/03
*A taxa de ocupação geral de leitos de UTI SUS: 74,57% / Enfermaria SUS: 66,15%

Espírito Santo – Ocupação leitos UTI Covid SUS: 75,65% | Enfermaria Covid: 67,18% – atualização em 01/03

Distrito Federal – Distrito Federal – Ocupação de leito UTI COVID-19: 85% – atualização em 01/03

Mato Grosso do Sul – Ocupação Leitos públicos UTI adulto: 87% | Enfermaria público adulto: 39% | Privados UTI adulto: 81% | privada enfermaria adulto: 65% – atualização em 01/03

Goiás – Ocupação UTI Covid SUS:  95,73% | Ocupação Enfermaria Covid: 83,83% – atualização em 01/03

Mato Grosso – Ocupação Leitos UTI SUS: 82,80% | Leitos Enfermaria: 28,02% | Leitos de UTI’s adultos contratualizados: 88,68% – atualização em 01/03

Alagoas – Ocupação UTI (leitos públicos + contratualizados): 72% | UTI Intermediária: 33% | Leitos clínicos: 56% – atualização em 01/03

Rio Grande do Norte – Ocupação leitos de UTI para Covid-19 (públicos + privados): 91,89% / Leitos clínicos: 68,98% – atualização em 1/03

Ceará – UTI (público + contratualizados + privados): 90,52% (UTI adulto: 94,11%) | Enfermaria: 73,47% – atualização em 01/03

Pernambuco – Leitos de UTI público: 93% | Leitos de enfermaria públic: 78% | Leitos de UTI privados: 89% | Leitos de enfermaria privados: 48% – atualização em 01/03

Piauí – Ocupação leitos de UTI (rede pública + privada): 79,7% | Ocupação leitos clínicos: 64,4% | Ocupação leitos de estabilização: 20% | Leitos com respirador (UTI+estabilização): 66,7% – atualização em 01/03

Maranhão – Ocupação UTI São Luís exclusivo Covid SUS: 86,98% | Leitos clínicos exclusivo Covid SUS: 65,05% – atualização em 01/03

Paraíba – Leitos de UTI do estado: 69% – atualização em 01/03

Acre – Leitos UTI SUS: 91,5% | Leitos Clínicos SUS: 83,5% – atualização em 01/03

Tocantins  – UTI SUS: 84% | Enfermaria SUS: 63% – atualização em 01/03

Rondônia – UTI adulto: 97,5% – atualização em 01/03
Dos 236 leitos, 230 estão ocupados. Portanto, a taxa de ocupação é de 97,5%

Roraima – UTI adulto SUS: 82% | Semi intensiva adulto: 100% | Clínicos adulto: 76% atualização em 28/02

Amazonas – Ocupação leitos Covid (público + privado): 83,5% | Enfermaria Covid: 63% –  atualização em 01/03

Amapá – Leitos clínico adulto: 51,67% | Clínico pediátrico: 43,48% | Leitos de UTI para adultos 63,89% | Leitos de UTI pediátrica 25% – atualização em 25/02

Pará – UTI adulto SUS: 81,91% | Enfermaria: 58,24% –  atualização em 01/03

 Veja a seguir o vídeo do Dr. Jédson e da enfermeira Railene:

Comentários