Bem-vindo | 13/06/2021

Portal Folha - O seu Jornal Online

Festa das Primícias foi realizada hoje na Igreja Adventista Central de Araci  

Por ainda haver restrições da pandemia, o evento aconteceu de uma forma bem diferenciada da tradicional festa realizada em todas pelas igrejas adventistas. Em Araci, esse ano o evento foi mais direcionado aos integrantes da própria comunidade, sendo apesar disso uma festa que transportou a todos para os tempos bíblicos do Êxodos.

Por Gidalti Moura

sáb, 08/05/2021 às 17:51

A festa das Primícias era uma das três festas ordenadas por Deus a Israel, que deveriam ser observadas todos os anos, como é relatado no livro de Êxodos segundo livro da Bíblia.

Nesta festa, cada cidadão de Israel deveria se apresentar diante do Senhor com os primeiros frutos de tudo o que possuía. Se tivesse plantações, ofertaria as primícias do que ceifou. Também todo primogênito seria consagrado ao Senhor, fosse nascido de animal ou de mulher e a palavra tem a ver com “a qualidade daquilo que é primeiro: primeiros frutos, primeiro filho, primeira alegria, enfim, tudo “em primeiro lugar eram levados aos sacerdotes como oferta consagrada a Deus no tabernáculo e mais tarde no templo. Era uma oferta de gratidão acima de tudo.

A Igreja Adventista Central de Araci viveu essa comoção milenar na manhã deste sábado com a realização da Festa das Primícias.

Começou às 08:45 minutos, com a chegada dos fiéis que iam se dirigindo para o espaço do auditório de eventos, para participarem da cerimônia do lava pés, condição primeira para participação na outra liturgia, a santa ceia a se realizar na nave do templo.

O interior da igreja foi coreografado com um arranjo gigante na vanguarda do púlpito, apresentando um mosaico colorido e aromático pelas frutas, hortaliças, verduras e cereais ali arrumados na virada da noite que antecipava a festa.

Esse primeiro plano, obra inventiva da equipe escalada para o arranjo, se ampliou em tamanho, cores e aromas com as cestas que eram trazidas por membros voluntariosos e colocadas junto ao arranjo inicial.

Esse cenário parecia envolver a todos os presentes com a mensagem central dessa celebração. Através de músicas e da pregação do pastor Onésimo convidado para ministrar a Palavra, todos foram encorajados a entregarem ao Senhor as primícias de tudo o que têm recebido, pois foi Ele que libertou seu povo dos cativeiros do passado, continua libertando o homem do cativeiro do pecado e garante por sua Palavra o transporte para a Terra prometida a Jerusalém celestial.


No meio dessa celebração, foi apresentado a Deus, como simbolismo das primícias no campo espiritual, a entrega do jovem Ítalo, que demostrou publicamente sua escolha de dar o melhor de sua vida (a juventude) através do batismo e ingresso na igreja como membro regular e também foi apresentada a Deus e à igreja uma criancinha, filha do casal Camila e Wilson. Nesse ato de dedicação através de benção proferida pelo pastor Flávio, Camila e Wilson apresentaram seu primeiro rebento como primícia ao Senhor. A menina é a primeira neta do casal, Antônio Pinho, “Tonho de Anibal” e de sua esposa Arlete.

Comentários