Bem-vindo | 15/06/2021

Portal Folha - O seu Jornal Online

Vereadores de Araci entram em recesso até primeiro de agosto

Apesar de ser a última sessão do primeiro semestre, ainda houve muitas cobranças. Em primeiro de agosto, as atividades legislativa dentro da casa voltam ao normal. Esperamos que cada vereador venham mais consciente e centrado de suas funções em meio a sociedade.

Por Do Karmo Carvalho

qua, 26/06/2013 às 19:49

Câmara de Vereadores de AraciA sessão desta quarta-feira, 26, foi em clima de “feriado” para os vereadores de Araci. O trabalho legislativo entra em recesso e os vereadores só retornam às suas atividades na câmara, no dia primeiro de agosto. No entanto, isso não quer dizer que os vereadores interrompam seus deveres de legisladores durante o período.

Os primeiros seis meses foram uma prova de fogo para o vereador presidente José Augusto, que iniciou seu mandato na estreia da nova câmara com 15 vereadores, início de gestão municipal e uma câmara cheia de vícios e desacostumada com uma presidência rígida que busca a moral e a ética legislativa. É claro e evidente que o presidente teve trabalho nesse primeiro semestre para colocar a casa no seu modo e, conseguiu, aliás, vem conseguindo, mas seria injusto  não dizer também que sem o apoio e a força de vontade dos demais vereadores – principalmente daqueles que já estavam na casa, seria impossível que o presidente conseguisse êxito para deixar a Casa da Cidadania de Araci com mais ética e responsabilidades.

Durante a última sessão do semestre os vereadores reconheceram o trabalho do presidente, mas ainda houve cobranças. O vereador Rômulo Matos, por exemplo, cobrou da mesa presidencial a definição do líder de oposição e o devido reordenamento nas questões de apoio ao vereador referente ao transporte e a ajuda de combustível.

Já o vereador Leandro Andrade criticou os gastos com de carro de som para as sessões itinerantes, no qual segundo o vereador, a diária chega a 1,9 mil reais. “Nós fizemos uma consulta ao TCM e constatamos os gastos com carro de som no valor de R$ 7. 600, através de uma licitação” – o vereador disse ainda que o presidente considera o uso do carro de som normal. Leandro ainda falou em entrevista sobre o debate entre ele e o vereador Jefinho. Segundo Leandro, o nome do vereador Jefinho encontra-se como prestador de serviço a uma empresa que tem contrato direto com o município, além da contratação de um ônibus de propriedade do vereador. “O vereador Jefson diz que não tem nenhum contrato. Realmente não tem, mas documentos da empresa no TCM constam que ele presta serviço (motorista) à empresa e tem um ônibus locado” – explicou o vereador Leandro Andrade.

Jefson Carneiro.

“Não tenho nenhum contrato com a empresa” – vereador Jefson Carneiro.

Procuramos o vereador Jefson Carneiro para explicar sobre o assunto. Ele disse que o vereador Leandro Andrade se “equivocou em suas palavras e que não tinha necessidade de citar meu nome porque não tenho nenhum contrato com a empresa. O meu nome se encontra nos documentos da empresa porque estou na lista dos motoristas concursados que aguardam a convocação” – palavras do vereador Jefson. Disse ainda que, quando a empresa monta os documentos para participar de uma licitação, procura profissionais e, neste caso, ele entrou na ficha como motorista, mas que nunca prestou serviço à empresa. Sobre o ônibus, o vereador disse que hoje o veículo pertence ao seu irmão e que não é mais o proprietário.

Como qualquer sessão, debates acalorados são normais, claro que tudo dentro da ética e do respeito mútuo, mas hoje a Câmara de Vereadores de Araci tem outro perfil, tem outra cara e certamente o crédito deve ser dado ao vereador presidente que nos seus altos e baixos vem tentando acertar e colaborar com o bom desempenho de todos os legisladores aracienses. Por outro lado, os demais vereadores buscam também incentivar e apoiar o vereador presidente naquilo que realmente está de acordo com o regimento interno e o interesse popular.

Em primeiro de agosto, as atividades legislativa dentro da casa voltam ao normal. Esperamos que cada vereador venha mais consciente e centrado de suas funções em meio à sociedade.

 

Comentários