Bem-vindo | 13/06/2021

Portal Folha - O seu Jornal Online

Par, lamento!

… ao meu caro e excelentíssimo par quero dizer que és bem-vindo, que […]

Por Gidalti Moura

qua, 16/02/2011 às 06:49

… ao meu caro e excelentíssimo par quero dizer que és bem-vindo, que és um brilhante parlamentar nesta casa…

… ao meu caríssimo par, quero agradecer as palavras elogiosas, vindas de uma pessoas como vossa excelência é um elogio… palavras, apenas palavras… o que dizem os sentimentos? Lamento!

Que se dane o parlamento,

Mas o único momento,

Da Vingança e do rancor,

Que guardo como perder?

Embora se me pareça,

Ser humilde na cabeça,

O que me importa é vencer!

A Casa estava como nunca antes cheia em uma Sessão de abertura de perído legislativo.

Muito embora o Regimento que foi formatado para delimitar comportamentos dos parlamentares reze em seu Artigo 80 que as Sessões Solenes são diferentes das ordinárias, das extra-ordinárias e das especiais,  com prerrogativa somente do presidente para que aconteçam, nos casos de posse e instalação dos períodos legislativos, vereadores como Rômulo e José Augusto insistem em fazer do Parlamento uma arena da qual apenas um pode ser “hiena” o outro tem de ser o coelhinos.

Lamento que o nosso parlamento ainda precise chegar a um estágio em que se terminem as sessões  lindas como foi a de ontem do inicio dos trabalhos legislativos e vereadores ocupem a tribuna para falar de um tema: O parlamento que se dane! Lamento. Lamento mesmo.

Levanta-te e vai a tribuna, é a primogênita ida de vossa excelência.

Sempre haverá ‘a partes’ mesmo que seja numa sessão solene.

Por:  Gidalti Moura

Comentários