Bem-vindo | 15/06/2021

Portal Folha - O seu Jornal Online

Léo, Laerto e Gilmara dose tripla contra o sistema

Na sessão dessa terça feira (25.02.2014), os discursos dos três vereadores ocuparam lugar de destaque na imprensa presente. Rádio Cultura FM que transmitia a sessão, Jornal Folha dos Municípios e Rádio Regional presente através do radialista e apresentador Jorge Calmon.

Por Gidalti Moura

ter, 25/02/2014 às 19:02

Como se a perguntarem: “tribuna pra que te quero?” os vereadores Leandro Andrade Macedo (PSD), Laerto Januir Barreto Pinho (PPS) e Gilmara Góes Magalhães da Costa (PSD) ficam em suas poltronas aguardando o momento de usar a palavra e da tribuna bater forte no governo.

Na sessão da terça-feira (25/02), os discursos dos três vereadores ocuparam lugar de destaque na imprensa presente. Rádio Cultura FM que transmitia a sessão, Jornal Folha dos Municípios e Rádio Regional presente através do radialista e apresentador Jorge Calmon.

 Da Tribuna:

Léo, Laerto e Gilmara dose tripla contra o sistema.O vereador Leandro criticou duramente o governo do prefeito Silva Neto e enfatizou que se trata de um governo que só anda na contramão. A justificativa de cem dias, duzentos, já acabou ao fechar um período de um ano e dois meses de governo e em nada o governo avançou.

Crise e falta de recursos é outra linha de contramão disse o vereador. O recurso do FPM deu um salto para R$ 1.97 milhão. São quase dois milhões que Araci receberam em 2014 e a desculpa de falta de recurso continua.

Na educação a coisa é crítica. A falta de consideração com os professores que querem trabalhar e não retornam às suas cargas horárias pela desculpa que não tem vagas. Estão fechando escolas para dizerem que não tem vagas e citou exemplos da escola no Caldeirão, Poço Grande e outras seis comunidades.

Leo disse que em sua regional, foi nomeada uma vice diretora que não tem o magistério, e, no entanto, não há vagas para os professores de carreira.

O vereador falou dos gastos com a festa em João Vieira e apresentou duas notas, uma de R$ 72 mil e outra de R$ 60 mil e retrucou que na área não havia banheiros químicos e como justificar tanto dinheiro, perguntava o vereador ao presidente seu desafeto político na localidade.

O vereador arrematou seu discurso dando um beliscão na imprensa. Mesmo sem identificar o veículo, disse que certa parte da imprensa é financiada pelo governo e por isso não tem interesse de falar dos defeitos do governo.

Cobrou o desenrolar do Plano de Carreira dos professores que já está na Câmara a mais de dois anos e não avançou em nada. Léo pediu ao colega Anastácio para cobrar isso da casa, já que ele é o presidente da Comissão de Educação.

O vereador Laerto ocupou a tribuna e mandou seu recado aos dois secretários municipais. O secretário Jerônimo de segurança e o secretário Ginho de Infra-estrutura. “É preciso saber quem é quem e o que faz nestas duas secretarias, porque o secretário de segurança vive fazendo o papel do secretário da infra”, disse Laerto.

Léo, Laerto e Gilmara dose tripla contra o sistema.O vereador citou um caso de desligamento de energia de um cidadão que tem um ponto comercial na BR e que foi desligado pelo secretário de segurança.

Laerto criticou o prefeito dizendo que ele só visitava certos bairros na época de pedir voto. “Eu estou sempre visitando os moradores da periferia e eles reclamam que o prefeito não vai lá nem para saber como estão”, disse Laerto. Falou que está perto de o prefeito visitar o povo com seus candidatos a deputado. “Eu também vou visitar o povo com meus candidatos, disse o vereador. Vou pedir votos para eles e dizer ao povo que só vote em deputado que tenha serviço prestado na cidade e no município, concluiu.

A vereadora Gilmara assumiu a tribuna e disse que estava quebrando um jejum de tribuna que havia programado para dois meses. Não resisti hoje com o assunto da vinda do governador a Araci e resolvi me manifestar daqui da tribuna disse Gilmara.

Léo, Laerto e Gilmara dose tripla contra o sistema.A vereadora falou da situação de falta de água do povo de sua região e lembrou que, há dois anos, o governador disse em palanque na cidade de Serrinha que iria resolver o problema da terceira fase do Projeto Araci Norte.  Gilmara mostrou a portaria que liberava o recurso de quase R$ 40 milhões para as obras e falou da promessa do governador: “Só volto a Araci quando puder beber água na Pedra Alta do Araci Norte”, disse o governador.

A líder da oposição disse que se empolgou com a promessa do governador e saiu pela região festejando uma nova realidade, mas que estava decepcionada com o desprezo do governador com o projeto Araci Norte. “Já se passaram dois anos e ele nada fez. Nessa visita a Araci na quinta-feira, o que ele vai dizer ao povo? Será que ele vai conseguir fazer o que não fez em dois anos em apenas nove meses de governo que lhe resta?” Perguntou a vereadora.

“Não vou receber o governador e nem vou estar em seu palanque”, disse Gilmara em tom de revolta ao terminar seu pronunciamento na tribuna. “Seus candidatos todos foram bem votados em Araci. Ele, a presidente Dilma. Não votei neles, votei nos candidatos de meu grupo e não me arrependo, estes sim estão sempre presentes em Araci”, concluiu a líder.

Léo, Laerto e Gilmara dose tripla contra o sistema.O presidente vereador José Augusto sempre a fazer papel de líder do governo com discursos de rebates à oposição defendendo o governo, em meio ao seu pronunciamento deu uma boa notícia para os colegas. “Vamos ter condições de aumentar o salário dos vereadores porque fomos o repasse da câmara aumentou e isso é bom para todos”. O presidente disse que iria conversar com seus pares para ver qual o melhor caminho para distribuir esse aumento. Ou melhoria de salários ou melhoria na estrutura de apoio, assessores etc.

Comentários