Bem-vindo | 23/10/2020

Portal Folha - O seu Jornal Online

Ei gente, desculpe aí! Dá um crédito para a leitura!

Nesse mundo digital, ver figurinhas é o preferido de 44% dos internautas, 56% gostam de ler conteúdo. A pesquisa revela que 56% dos brasileiros têm hábito de ler. Será que essa pesquisa pode ser aplicada em Araci?

Por Gidalti Moura

sex, 09/10/2020 às 11:50

Os dados são fruto de uma pesquisa encomendada pelo Instituto do Livro e realizada pelo Ibope. Sem levar em conta se alfabetizadas ou não, o fato de apenas 56% da população brasileira tem o hábito de ler, é transportada para o universo de pessoas que utiliza de forma regular a Internet, levando a outro resultado: “Ver figurinhas é o preferido de 44% dos internautas, 56% gostam de ler conteúdo”.

A maioria dos marqueteiros de campanhas políticas, produzem peças de propaganda que em geral são vazias de conteúdo para leitura. O padrão adotado é primitivo e isso é fácil de ser observado nos modelos de “santinhos” produzidos pelos grupos políticos.

A peça deve ter em destaque as imagens dos candidatos majoritários e entre eles o vereador que sai carreando voto para o destinatário principal.

Me desculpe aí, minha gente!

Está na hora de inverter esse conceito de que “o povo não quer ler, o povo gosta de ver figurinha?

Essa concepção se aniquila pela tese de que a Bíblia (normal) não tem nenhuma imagem ou figurinha e até hoje mantem o recorde de ser o livro mais lido do mundo.

Nessa eleição, tem candidato no mercado trabalhando mais que o número de urna e caras sorridentes do candidato principal.

Tem candidato trabalhando propostas. Levando o eleitor a ler, ação que leva a reflexão, fechando uma equação de resultados positivos.

Seja um eleitor inteligente e mais ainda exigente. Afinal, alguém que vai receber seu AVAL para lhe REPRESENTAR, tem de ter conteúdo.

Clique Aqui para acessar o WhatsApp do  seu Portalfolha.com e receber conteúdos e matérias!

Siga-nos em nossas redes sociais –Página no Facebook – Perfil no Instagram – Perfil no Twitter

Comentários