Bem-vindo | 29/05/2020

Portal Folha - O seu Jornal Online

Professores marcham para a prefeitura depois de uma assembleia com ameaça de greve

Depois que foi encerrada a assembleia na Câmara municipal, um numero aproximado de cem professores saíram em marcha puxados por um carro de som para registrar o protesto contra as irregularidades alegadas pela classe em frente à prefeitura.

Por Gidalti Moura

qua, 09/11/2016 às 16:48

Professores marcham para a prefeitura depois de uma assembleia com ameaça de greve

Professores marcham para a prefeitura depois de uma assembleia com ameaça de greveCom assembleia marcada para a manha de hoje a APLB-Sindicato em Araci se concentrou na Câmara Municipal durante toda a manha desta quarta-feira (09), onde o Delegado Sindical professor Elmer Carvalho expos a situação vivida pelos professores e auxiliares de serviços educacionais em Araci com atraso de salário tanto para o pessoal que recebe dos 40% como os da folha dos 60%.

As queixas passam pelo atraso, pois sendo hoje dia 09 de novembro, os professores ainda não sabem quando irão receber o salário de outubro. Além de outras denuncias contra a prefeitura envolvendo as parcelas de empréstimos consignados na folha de pagamento, recolhidas dos professores, mas não são repassadas ao banco.

Noticia no site A Voz do Campo, dá conta de que o Bradesco não mais atende empréstimos a professores pela inadimplência nos consignados e os professores revoltados com a situação se manifestaram na assembleia.

Outro tema complicado é o repasse do INSS também descontados e não repassados à Previdência. O diretor Elmer, clamava em alta voz que estas improbidades terão de ser resolvidas e anunciou que todos sairiam da assembleia em marcha pela Rua da Câmara até a sede da Prefeitura na Praça da Conceição onde com palavras de ordem falavam ao microfone diretores, professores e membros da comissão de greve da APLB.

Segundo o delegado Elmer, a greve está deflagrada condicionalmente até o pagamento do salário de outubro. Se acontecer isso até sexta feira, o retorno às salas de aulas se dará na segunda feira, disse Elmer em frente ao carro de som.

Professores marcham para a prefeitura depois de uma assembleia com ameaça de greve

 

Comentários