Bem-vindo | 17/07/2019

Portal Folha - O seu Jornal Online

Ex-prefeita Nenca com George Silva no “Debate em Destaque”

A pré-candidata Nenca (PP) estreou a série de entrevistas feitas com os pré-candidatos a prefeito de Araci. O sorteio foi a forma de agendar a participação dos entrevistados e a ex-prefeita Nenca foi a primeira entrevistada por George Silva no “Debate em Destaque”. Sábado que vem será o pré-candidato Edvaldson chamado “Homem da Carroça”

Por Gidalti Moura

dom, 05/06/2016 às 18:58

Ex-prefeita Nenca com George Silva no “Debate em Destaque”A ex-prefeita e pré-candidata Nenca do PP chegou por volta das 08: h e 10: min nos estúdios da Cultura FM e como soe acontecer acompanhada pelo jornalista Gidalti do Portalfolha sendo recebida pelo apresentador George Silva do Programa debate em Destaque.

A entrevista como preconizou o apresentador tinha regras definidas entre elas a não participação dos ouvintes por telefone. Não se valer da janela de rádio para falar mal do governo da hora. Dizer o que o município precisa não falar de planos de governo. Falar de seus projetos se chegar a ser candidato e por fim não falar de condutas vedadas na pré-candidatura pela legislação eleitoral.

A entrevista durou em torno de 50 minutos e foi desenvolvida em torno de três questões pilares para as perguntas. O entrevistador começou perguntando a pré-candidata Maria Edneide, a quem pediu pra chamar simplesmente de Nenca;

George:

A senhora foi prefeita de Araci por duas vezes. Sabe o que enfrentou, sabe que a crise faz difícil a vida dos prefeitos, os municípios estão falidos. Diante disso, o que lhe motiva concorrer mais uma vez a ser prefeita de Araci?

Nenca:

Primeiro George é pelo amor que sinto pela minha terra. Esse amor é fundamental. Sempre que me lancei a prefeita e tudo o que faço hoje é porque sou uma pessoa que ama a Araci e sempre gostei de cuidar de meu povo. Eu preciso retornar para voltar a cuidar de meu povo.

George:

Seu grupo politico está pouco dividido e não terá gente expressiva, como a senhora vai administrar esse problema?

Nenca:

Primeiro, George, meu gripo não está dividido. Não é porque alguém deixa meu grupo que ele está dividido. Se você observar, da mesma forma que se perde algumas peças neste tempo de corrida, se consegue aquisições de grande relevância e citou o caso da vereadora Marlúcia que disse ser uma aquisição importante para o grupo.

George:

Quer dizer que já está consolidada a futura chapa com a vice, a senhora confirma?

Sim. Vejo na vertedora Marlúcia uma grade conquista, não só pelo que ela representa como mulher guerreira, vereadora que estaria partindo para seu quarto mandato, mas pela sua família que também é guerreira. Ela é uma pessoa humilde, lida com o povo e especialmente na zona rural e sua vinda para o nosso grupo veio compensar a saída de alguns que decidiram fazer suas escolhas. Temos outros nomes que estão juntos e tem outros que virão e que diremos oportunamente.

George:

Pensando em plano de governo: Teria como adiantar uma noção do que seria seu plano de ação com relação ao desenvolvimento de Araci, como uma cidade que tem de tudo para ser grande? – Citou para elucidar o caso de Santa Bárbara em relação à BR que corta a cidade e gera desenvolvimento.

Nenca:

A população sabe que de certo tempo pra cá a economia de Araci caiu. Está precisando ser mobilizada. Há três anos e meio pra cá Araci avançou muito. Em 2009 vieram para Araci mais duas agencias bancarias. Naquele período os bancos vieram e fizeram pesquisas e disseram que não Araci não tinha condições e ter mais agencias.

Isso me incomodou e comecei a trabalhar o problema. Foi à luta em busca de investimentos a cidade passou a crescer, o comercio aqueceu, o dinheiro circulava e as agencias decidiram voltar e a arriscar agencias em Araci.

Tudo George foi fruto do que se plantou lá atrás. Isso não acontece do dia pra noite.

Se você observar, hoje a feira livre termina cedo às cinco horas da tarde por falta de movimento.

Como o desenvolvimento vem? Eu trazia obras para o município com recursos próprios e verbas externas. Eu não ficava parada, eu ia à luta e esse esforço só é visto hoje.

As obras que movimentam mão de obra em Araci hoje são fruto de meu trabalho como governo. Está aí à vista de todos: A academia da saúde, o calçamento do Coqueiro 1 e do Coqueiro 2. A UPA, as quadras esportivas, consegui nove delas e com cobertura. A cobertura da Quadra do CEMOB fui eu que consegui, agora sobe que estão cobrindo. Tudo isso gera desenvolvimento, mão de obra e emprego. Mas isso não existe hoje porque Araci parou no tempo.

Eu deixei muitas obras e continuo lutando trouxe muitos tratores e ainda virão mais.

A prefeitura não pode dar emprego a todo mundo. É preciso dinamizar o comercio.

A BR, como você citou Santa Bárbara é um exemplo. Isso foi objeto de estudo que fizemos em 2010. Levantamos uma estatística de um fluxo de 9 a 14 veículos por minuto passando em Araci. São mais de 8 mil veículos por dia.

Com a implantação de Boxes ali o comercio crescia, as oficinas cresciam as casas de peças, tudo.

O São João de Araci é uma fonte de desenvolvimento. A cidade tem de ser preparada para isso. Amplia o turismo movimenta o comercio e a cidade.

A agricultura familiar precisa ser tratada com bons olhos. O seguro safra não pode faltar como está acontecendo agora. Os agricultores foram esquecidos e o dinheiro fugiu da cidade.

A implantação de um campus universitário gera desenvolvimento. Isso foi iniciado em meu governo e será um compromisso meu do futuro.

A construção civil tem de ser estimulada. Eu trouxe na minha época três conjuntos habitacionais. Tinha trabalho para muita gente. Era difícil se encontrar um pedreiro, hoje o pedreiro tem dificuldade de achar trabalho.

George:

Vamos falar de Educação: De evasão escolar. O que a senhora pensa para melhorar a vida dos estudantes e dos professores tão desestimulados hoje?

Nenca:

A educação precisa fazer um olhar diferenciado, tanto para os alunos e também para os professores. O professor desestimulado nau tem como manter a satisfação dos alunos.

Aonde chego vejo a perseguição. Muita gente reclamando de perseguição por opções politicas.

É preciso cuidar das fronteiras que tem criado problemas com matrículas de nossos alunos. Alunos de arcai estudam em outros municípios de fronteiras. No meu tempo, minha equipe saia puxando alunos nas fronteiras.

É preciso ter uma atenção especial para com as escolas. Professores reclamam de situação financeira porque tem de gastar com material escolar porque não tem material de trabalho.

Sem o apoio didático não adianta. Não é só palavras e palestras em jornadas pedagógicas, é preciso providenciar mataria didático apoio e planejamento para o inicio de cada ano escolar.

IDEB é uma gloria hoje que subiu, mas é preciso saber que o IDEB para crescer é preciso fazer um trabalho de base e não cresce de um ano para o outro. Se parar não adianta o IDEB vai cair. Se subiu alguém fez um trabalho lá atrás.

É preciso pensar na educação como um todo, carteiras salas, material, ambiente decente, transporte digno, suporte ao professor.

Acabar com o multi-seriado. Em Araci está muito comum isso e é ruim para a educação. Aluno de series diferentes juntos não é produtivo. Tem ainda escolas funcionando em situações precárias em garagens, pequenos espaços. Eu iniciei meus governos construindo escolas e salas de aulas.

O CEMOB era referencia no meu tempo. A forma de conduzirem a escola é importante e a forma rígida de mais, fere a sensibilidade do processo, tem que saber como dirigir as escolas.

Os pais também estão sentindo essa necessidade de melhorar a educação.

O CEMOB no meu tempo era difícil ter uma vaga para se estudar lá, e hoje está se fechando salas por falta de alunos. É preciso ver o que esta acontecendo.

George:

Temos em Araci apenas uma creche. É necessário mais creches. No seu plano isso será contemplado?

Nenca:

Quando eu trouxe a primeira creche foi porque percebi a necessidade das mães que trambalhavam e começamos com mais crianças que a creche deveria brigar e eu lutei por mais três creches.  Uma para a Bombinha, outra para Pedra Alta e outra para Barreira. Vieram os recursos, chegou a entrar na conta, foi feita até licitação e devolveram o recurso.

Há uma historia que os recursos da creche foram desviados. Terão de provar.

Muitas quadras de esporte que eu busquei para Araci e não foi dada continuidade como se as obras fossem minhas. Quando eu fui buscar benefício para o município foi para o meu povo. Como pré-candidata a prefeita, confirmando tudo direitinho, vou cuidar com mais carinho desse povo, o povoe está precisando.

Todo governo tem dificuldades, mas mesmo em tempo de dificuldade, tem de cortar, mas as coisas essenciais não podem parar. Deixei as minhas escolas em ordem, reformadas, pitadas e em estado excelente.

George:

Vamos falar de Saúde: O país vive uma crise de saúde grande e Araci também. No seu plano de governo quais a as ações para melhorar a saúde?

Nenca:

O que hoje Araci precisa em primeiro lugar é um hospital

Araci precisa ter um hospital de porte. O que temos hoje foi um posto medico na época de meu pai, depois Edivaldo fez uma forma e se tornou um hospital. Como prefeita fiz reformas, melhorei o centro cirúrgico, o centro obstétrico, o piso, mas está obsoleto hoje. Araci precisa de um novo hospital. Esse é o meu compromisso.

Tem ai a UPA não sei por que ainda não está funcionando. Tá bonita e fui eu que trouxe para Araci. Deveria ser em Pedra Alta para dar suporte à zona rural.

Outro compromisso é com o INSS. E quando prefeita comprei o terreno e foi doado para o INSS.

Dei o primeiro passo dando a área como eles pediram e até agora não saiu. É preciso que a prefeitura faça a sua parte.

George..

dddddddd

Nenca que confessou estar encantada com as novas instalações do estúdio da Cultura FM, posou com o apresentador George Silva para registro da oportunidade.

Nas considerações finais: Nenca fale de seu sonho para Araci.

Meu sonho é ver as escolhas funcionando. Professoras e professores com autoestima. PSFs funcionando com médicos, remédios e atendimento especializado.

Sonho com um hospital bonito, com leitos suficientes para a população e com atendimento, com medico remédio, enfermeiros.

Meu sonho é ver o desenvolvimento de nossos comercio local. Não ver placas de aluga-se. No meu tempo era difícil se achar um ponto na praça e hoje tem muitos se fechando.

Sonho ver os vendedores retornando para vender em Araci porque voltou a correr dinheiro na cidade.

Quero ver um Araci movimentado, com campos universitário. Vou utar por esse projeto para dar oportunidade aos universitários com seus transportes gratuitos como antigamente.

Ver filhos de agricultores fazendo universidade, isso tudo tem de voltar George.

Comentários