Bem-vindo | 23/10/2018

Portal Folha - O seu Jornal Online

Como Araci vai driblar a crise gerada pela paralização dos caminhoneiros – Responde o prefeito Silva Neto

A imagem da imobilização está sendo mostrada em todos os rincões desse gigante chamado Brasil e as suas consequências não são exclusividades de Rio, São Paulo ou Belém. Araci está no mesmo barco dessa calmaria desastrosa. Essa foi a revelação do prefeito Silva Neto no comunicado que publicou na internet hoje (24 de Maio)

Por Gidalti Moura

sex, 25/05/2018 às 14:55

Desde segunda feira 21 de maio, todo país está refém de um grupo de homens nunca visto ou levado em conta.

Mas que grupo é esse que torna refém um gigante como o Brasil?  Simples, não?

Para que eu pudesse sair hoje de minha casa e fazer o meu desjejum para trabalhar, tive de fazer uma pergunta que nunca fiz. “Vou poder funcionar hoje? Sim. Porque primeiro precisava ter o pão na mesa, depois abastecer o carro para deixar minha galera nas escolas, aí senti na espinha um calafrio!  Entendi a importância desse grupo de homens em minha vida.

São eles que movimentam uma frota de mais de 2,8 milhões de caminhões que levam e traz continuadamente esses elementos vitais para que eu possa funcionar e pior, sobreviver.

Quem já não viu nas mais variadas formas as imagens dessa paralização? Não há lentes capazes de registra uma fila de 2.8 milhões de caminhões parados, carregados de alimentos, remédios, todo tipo de matéria prima, objetos e combustíveis.

A imagem da imobilização está sendo mostrada em todos os rincões desse gigante chamado Brasil e as suas consequências não são exclusividades de Rio, São Paulo ou Belém. Araci está no mesmo barco dessa calmaria desastrosa.

 “A PREFEITURA MUNICIPAL DE ARACI faz saber a todos que, em virtude da crise de abastecimento que afeta os postos de combustíveis em todo país, o município encontra-se forçado a adotar as seguintes estratégias de contenção:

§  Os serviços de transportes escolar serão realizados até o dia 25 (próxima sexta- feira).

§  Os serviços de transportes de estudantes universitários (para fora do município), os serviços de transporte de pacientes para atendimentos ambulatoriais em outros municípios,

§  Os serviços de transporte dos profissionais de saúde para as unidades da zona rural estão suspensos temporariamente, assim como os demais serviços de transporte entendidos por não emergenciais.

§  Os serviços de transporte relacionados a atendimentos de urgência e emergência na área de saúde (Ambulância e Hemodiálise) funcionarão normalmente.

E finaliza o prefeito:  “ O Governo Municipal espera que o impasse seja desfeito o quanto antes para que a situação possa se normalizar”. E em tempo, reafirma o prefeito que irá manter a população informada sobre qualquer eventual mudança que possa ocorrer”.

Como poderia deixar escapulir a oportunidade de escrever uma matéria inimaginável  desde que comecei minha vida de articulista e jornalista noticioso e opinativo?

Um abraço e vamos que vamos!

Comentários