Bem-vindo | 14/07/2020

Portal Folha - O seu Jornal Online

Com 7 a 7 votos mais um o Parecer do TCM que rejeitou as contas da ex-prefeita foi mantido na sessão de hoje

O resultado mantendo o Parecer que condena a ex-prefeita já era esperado, o que surpreendeu foi o “escore” que estava esperado depois do formado “Bloco dos oito” que seria: (8×7) (a favor da ex-prefeita. O voto de Marquinho pela manutenção do Parecer foi surpresa para muitos ao ser anunciado o resultado inverso: 8×7 (contra a ex-prefeita).

Por Gidalti Moura

ter, 16/12/2014 às 15:44

O Parecer do Tribunal de Contas dos Municípios que rejeitou a prestação de contas da prefeita Nenca enquanto gestora do Município no exercício do mandato 2009-2012 foi mantido por votos de sete vereadores aos quais se somaram ainda o voto do presidente José Augusto, levando à rejeição de suas contas também pela Câmara pela maioria de 8 votos contra 7 dados contra o Parecer do TCM.

A votação foi realizada em dois turnos sem mudança de decisão de cada um dos vereadores votantes cujos votos foram declarados assim:

Vereadores que votaram em favor da manutenção do Parecer que rejeitou as contas de Nenca: Gilvan (Guri), Virgílio, Guinha de Pascoal, Marcos Pimentel, Manoel de Bernardino, Jefinho, Marlúcia. Os sete votos se somaram ao voto do presidente José Augusto resultando no escore de oito a sete.

O resultado mantendo o Parecer que condena a ex-prefeita já era esperado, o que surpreendeu foi o “escore” que estava esperado depois do formado “Bloco dos oito” que seria:  (8×7) (a favor da ex-prefeita. O voto de Marquinho pela manutenção do Parecer foi surpresa para muitos ao ser anunciado o resultado inverso: 8×7 (contra a ex-prefeita).

ccccccccccccccc

O advogado “dativo” foi o Dr. Alexandro Serapião que foi acompanhado pelo Dr. Jorlando advogado da Câmara.

Antes da votação, a tribuna foi ocupada por um advogado que na qualidade de advogado “dativo”, procurou fazer a defesa da prefeita. O promotor de defesa da ex-gestora foi nomeado extrajudicialmente para não incorrer em um julgamento sem defesa, justifica o departamento jurídico da Casa. Mesmo assim no cumprimento de sua tarefa disse que o TCM deveria levar em consideração a gestão da ex-prefeita como um todo, levando em conta um governo produtivo, o quanto foi feito na educação e na saúde e não apenas condená-la por meros índices de aplicação dos recursos, sempre poucos e disse mais o “dativo” – “tudo que a ex-gestora fez, agiu dentro da lei e que em nenhum traço do Parecer, o TCM encontrou dolo, má fé ou corrupção nas contas…”.

Vereadores que votaram em favor da manutenção do Parecer que rejeitou as contas de Nenca: Elizabete (Bete), Anastácio, Gilmara, Leandro (Léo), Rivaldo (Riva), Laerto e Rômulo.

A sessão que mesmo sendo a última do ano, estava frequentada por um auditório de muitas pessoas em sua maior parte pelos agentes de endemias e agentes de saúde que vieram assistir a votação do projeto de melhoria salarial que foi

Comentários