Bem-vindo | 23/09/2020

Portal Folha - O seu Jornal Online

Assembleia da APA trata de perdas salariais, retroativo, indexação do INPC e horas extras

Na sequencia dos trabalhos, o presidente Denison Dias de Souza, tratou de itens da pauta como: Reajuste salarial para as categorias desde o auxiliar de serviços gerais, auxiliar de serviços gerais educacionais, professor, enfermeiro, técnico de enfermagem, recepcionista, motorista, apresentando planilha comparativa.

Por Gidalti Moura

sex, 10/04/2015 às 08:38

Assembleia da APA trata de perdas salariais, retroativo, indexação do INPC e horas extrasOntem nove de abril com inicio anunciado para as 18:00h. a APA-Associação dos Professores e Servidores Públicos Municipais de Araci reuniu associados em assembleia no Salão Nobre da Câmara Municipal ocasião em que tratou da estruturação associativa na composição do conselho consultivo e fiscal, deixando a cargo dos servidores aptos a participar da eleição direta dos cargos em vacância: tesouraria e seis vagas no conselho consultivo e fiscal. Eleitos por unanimidade e em chapa única: Tesoureiro, Erivaldo de Lima Santos, e Conselheiro José Admilson Oliveira Ferreira, Layana Maria Rocha de Sousa, Sônia Maria Carmo Farias, Carla Cristhiane Sousa Lopes, Maria Jordânia de Lima Silva.

Na sequencia dos trabalhos, o presidente Denison Dias de Souza, tratou de itens da pauta como: Reajuste salarial para as categorias desde o auxiliar de serviços gerais, auxiliar de serviços gerais educacionais, professor, enfermeiro, técnico de enfermagem, recepcionista, motorista, apresentando planilha comparativa.

Foi também discutido foi o pagamento das perdas salariais desde 2011 última revisão do plano de cargos e salários, aplicando cumulativamente ao INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) e pede também o ressarcimento do retroativo da mesma data para categorias e a correção do Piso do Magistério.

Assembleia da APA trata de perdas salariais, retroativo, indexação do INPC e horas extrasO presidente Denison falou da demanda dos servidores de apoio técnico do magistério, vulgarmente conhecido com 40% e suas especificidades de correção, tal qual a inexistência na lei do cargo efetivo auxiliar de serviços gerais, dando lugar a auxiliar de serviços gerais educacionais e carregando a esses critérios as perdas salariais, todavia o alude desta mesma categoria reivindica o pagamento indenizado (hora extra) dos sábados letivos ou a percepção de nova redação na lei do magistério que contemple ao grupo ocupacional a percepção de férias e recessos conforme o magistério.

Comentários