Bem-vindo | 19/09/2018

Portal Folha - O seu Jornal Online

“Ser um vereador diferente foi o que prometi e vou continuar sendo” – Jera no Bom Dia Cidade.

Jera foi o quarto vereador a ser entrevistado pelo Bom Dia Cidade. Falou de seu jeito de fazer política, do tipo de politico que é e fechou sua entrevista com a frase: “Quem nunca passou fome, não dá comida a ninguém”. Querendo chamar à atenção para os candidatos promessistas nessa eleição.

Por Gidalti Moura

qua, 05/09/2018 às 18:28

  

A máxima do vereador Jerônimo Jesus de Lima no final de sua entrevista com Acilon Di Oliveira no último programa Bom dia Cidade (28.8) escapuliu quando o tema era “campanha 2108”. Jera no desenrolar do bate papo com Acilon, se contrapôs ao jeito de muitos candidatos que chegam à casa do eleitor, prometendo de tudo.  Criticou com mais ênfase e coragem o eleitor que permite ser manipulado por candidatos que nada fazem porque não sabem fazer e pior, porque não tem compromisso social. Eles compram voto a voto e disse mais: “O eleitor deveria ter vergonha de ajudar certos vereadores e candidatos a compram um diploma de vereador com muito dinheiro e essa sensação de comprou pagou, desvia deles o compromisso social com o povo”.

Jera chegou no chamado “horário inglês”. A entrevista é sempre marcada para sete e meia e o vereador antes do horário já estava lá. Tomou acento, foi saudado pelo apresentador, saudou a todos e respondeu à primeira inquirição de Acilon:

Como se sente o vereador Jera e o que tem feito em ações a bem do povo?

“Agradeço a oportunidade de estar aqui, como uma oportunidade excelente porque nunca temos um espaço como esse de poder falar com o povo mais de uma hora, e hoje posso falar do que sou, do que faço e o que penso”. – É muito bom, – disse Jera.

Jerônimo falou que em sua campanha tinha uma cartilha com os compromissos assumidos com seus 702 eleitores que confiaram nele e o colocaram como representante na câmara. Estou fazendo o que prometi. Cobrando do executivo, ações em favor da comunidade e criticando as falhas que precisam ser corrigidas na administração.

Começou dizendo que logo no inicio de seu mandato, cobrou a atuação do médico do trabalho visando moralizar o quadro de trabalho da prefeitura, acabando com os abusos de licenças, falta ao trabalho, além de enforcamento de horário de trabalho. Pessoas que chagam no trabalho marcam o ponto e vai até pra jogatina, afirmou o vereador.  Funcionários na folha e moram fora do município. Outros estão na folha recebendo e um terceiro faz o trabalho por ele. Sei que denunciar situações como essas não é bom para muita gente, mas vereador é pra isso. Se não faz, está falhando com seu papel. Disse.

Jera fala de indicações e diz que perdeu o estímulo de continuar fazendo.  Citou o caso da Rua Bom Viver. São apenas 300 metros pavimentação que ele vem pedindo desde que entrou na Câmara e desde que esse bairro existe em 1982. Vem brigando para melhorar a situação daquele bairro, mas não é atendido.

O vereador disse que tem muitas indicações de colegas sendo atendidas na Zona Rural, Praça.

na Bela Vista, na Lagoa do Curral, Praça no Barreiro Preto com recurso próprio ou não, mas é preciso lembrar que a sede tem seus problemas e muito mais cruciais do que a zona rural. – Cobra o vereador. Essa é a minha maneira de pensar e trabalhar eu falo por mim acho que o vereador tem que pensar na comunidade como um todo e não posso falar mal de ninguém aqui nem de outros companheiros, mas eu falo por mim eu me preocupo com a população como um todo.

Jera se lembrou de sua indicação para outorgar ao cidadão Geovane que é o pai gel utilizadora ciência E aproveitou para agradecer o apoio aos colegas que apoiaram o evento citado uma festa bonita como uma de suas ações de parlamentar.

E continua: “Tive 702 votos de pessoas que votaram em mim porque esperava na Câmara um vereador diferente e eu realmente tenho procurado ser esse Vereador diferente, doa a quem doer, eu sou um vereador que não tenho receio de falar de minhas ações sei que tem pessoas no grupo que não gosta da maneira com que eu me conduzo. Estou trabalhando, mas eu não estou aqui para agradar ninguém do governo e nem colegas, estou aqui para cumprir o compromisso social o que eu tenho com o povo eu sei que existe muitas queixas e até ciumeiras em relação a mim. Quem não concorda comigo, deve conversar muito com prefeito a respeito do meu comportamento, mas eu não testou preocupado com isso. Sou independente, não dependo do governo, não tive nenhum voto do povo do governo e conheço o perfil do prefeito Silva Neto. Acho que ele sabe fazer política e ele deve estar entendendo e vendo minhas ações e ele me julgue. Esse é o meu papel, esse é o meu jeito de ser.

 Ao falar na campanha eleitoral no processo eleitoral Jera comentou que existem vereadores que gastaram, investiram muito para conseguir voto para chegarem à Câmara. Alguns gastaram tanto que parece até que compraram o seu título de vereador. Depois não voltam nas mesmas portas que eles bateram para comprar o voto e para prometer. Deviam voltar para cumprir o que prometeram e trabalhar por eles. Eu vejo que essa forma de fazer política é uma forma que tanto eleitor quanto vereador deveria rever. Tem gente aqui que deveria ter vergonha de ter contribuído com alguns vereadores que simplesmente compraram um título de vereador. – Disse o entrevistado.

Há algo que precisa melhorar no governo do prefeito Silva Neto? Pergunta Acilon.

Jera responde:

Acho que existe uma situação complicada que tem de ser resolvida com coragem. Um gestor precisa ter coragem para administrar o município e não o continuar fazendo o que alguém quer e o que é bom para um e que não é bom para outro.  Atender pessoas e não atender a comunidade. O prefeito tem que tomar decisões em relação à administração especialmente fazendo cortes na folha de pagamento. Não ficar admitido sem condição de pagar e depois fica atrasando folha abrindo espaço para críticas.  Se as pessoas não estão recebendo, então é melhor não admita. Vejo que o governo precisa acordar para isso. – Disse Jera.

Ele também falou de “dinheiro público desce pelo ralo”.  Citou o problema da energia elétrica em residências na zona rural que deixar de pagar suas contas particulares com a Coelba tiveram sua energia cortada e vai lá na escola e todo mundo puxa a luz da escola e fica se alimentando de energia paga com o dinheiro público.  Isso vem acontecendo tempo e tempo e ninguém toma providência. Já tive lá, já denunciei. São mais de CR$ 800 mil gastos por ano. Ninguém gosta.

Jera citou o caso dos quiosques do Poço Grande, das barracas. Ninguém paga energia lá. Ninguém lá paga imposto, o rombo é muito grande no final do ano ou no final do exercício são milhões. Então esse dinheiro que é que sai pelo ralo para beneficiar pessoas por motivos que talvez até políticos. Esse recurso não recolhido está fazendo falta na manutenção de equipamentos para trabalhar, tá fazendo falta no combustível das ambulâncias, numa lâmina de patról, tá fazendo falta no medicamento dos postos de saúde. E disse mais:

Vejam que situação: – É preciso rever isso aí essa é a forma que eu vejo.  Jera citou um caso de uma casa na Rua Goiás que foi alugada em 96 para um PSF, nada funciona lá e até hoje nós é que pagamos a água dessa casa. – Disse. Tem na Rua José Mota que se paga todo mês R$ 400 de água pra ninguém.  Citou outro caso na Rua Caio Moura, no Riacho, onde tinha um PSF que já saiu de lá e até hoje se paga a água dessa Casa. Pagamos, eu e você, a energia da casa de dona Valdeci que foi alugada há duas gestões atrás. Essa senhora tem condições de pagar e o poder publico continua até hoje pagando, por quê?

Se não tomarem providências em relação a situações como essa eu vou continuar falando. Muita gente não gosta, me criticam, diz que eu não gosto do povo. Como que eu não gosto do povo?  Eu não gosto de administração errada. Eu vou continuar trabalhando o futuro dirá se eu estou certo e seu amanhã eu mereço continuar ou não, fazendo meu trabalho.

Falando de eleições 2018 já era perguntado como é que ele vai como é que ele está se comportando em relação a Presidente da República.

Jera responde:

Comenta que essa questão de candidatos agora para 2018 devia ser uma questão aberta livre para qualquer político que é de Mandato Vereador ser livre para escolher os seus candidatos Eu acho que ninguém vai votar no candidato por que é de ninguém porque é do prefeito e não é do prefeito Por que é do outro grupo acho que o candidato deve ser seu você deve procurar se o candidato esse cada Vereador sobre o que vai fazer achar que aquele candidato é bom para sua terra vai ajudar sua terra é mais força envolvida no processo de crescimento do município agora você tem que apoiar você tem que acompanhar segurar no paletó do cabra e ele tem que cumprir aquilo que prometeu em relação ao eleitor gera comenta que a responsabilidade de escolher o seu candidato deve ser do eleitor o eleitor tem que ter responsabilidade com seu município e procurar dar o voto a quem tem trabalho prestado e quem faz pelo Município quem vem aqui comprar voto deve ser abandonado deve ser extirpado essa que deve o eleitor sério fazer comenta gera.

Candidatura do deputado estadual e disse que não vai acompanhar nenhum dos dois candidatos que faz parte do grupo do prefeito. Que ele está comprometido com a candidata ex-vereadora Edilene. “Eu prefiro caminhar com minhas próprias pernas” – Disse. Cada vereador deveria fazer o mesmo, teríamos mais benefícios do que ficar preso a dois candidatos ligados a um grupo ou pessoa.

Deputado Federal Jera também confessou que não vai apoiar o candidato Félix Mendonça Júnior do prefeito. Disse que vai votar em Bacelar.  Já temos alinhavado muitos compromissos, ele é um deputado que está indo para reeleição e já temos situações que já estão sendo comprometidos para poder fazer em benefício de muitas comunidades que nunca tiveram nada e nós estamos travando o compromisso para que ele possa nos ajudar.

Para o Senado Jera foi enfático e disse que vai orientar os seus eleitores anular o seu voto para Senador. Para quê Senador?  O Senador representa o que?  Disse a Acilon: Até você não tá achando o que responder, imagine o eleitor.

E em relação à candidatura de Governador gera explica quê que é preciso entender que há um descontentamento geral em todo mundo em relação a governo estado e é muita coisa a desejar muita coisa a se fazer promessas feitas aqui em relação a UPA em relação à água e ha muita descontentamento.  Mas eu ainda acredito que o Governador Rui Costa merece continuar o seu trabalho ele vem fazendo um trabalho grande na Bahia eu acho que ele merece continuar o seu trabalho eu vou voltar com o Rui Costa para Governador. Para presidente Jera também disse que não vai citar nome de ninguém.  O projeto político tá aí as propagandas políticas estão aí o meu eleitor deve analisar e ficar livre à vontade para votar no candidato que achar melhor.

O entrevistado fez suas considerações finais dizendo que o seu perfil é realmente um perfil de vereador diferente e que quer ser diferente. O eleitor deve tomar atitude de trazer pessoas novas diferentes e falou que cada vereador deve trazer gente que faz não só promete. Se ele foi eleito se ele continuar ajudando a cidade ajudando o povo continue apoiando ele se não sai fora dele arrume alguém que tenha compromisso com o município.

Agradeceu o espaço e terminou com uma frase para os seus eleitores: “Fiquem atentos nesse esse período de eleição que todo mundo tá batendo na sua porta prometendo mundos e fundos. Ponha na sua cabeça: Quem nunca passou fome não dá comida ninguém”.

Comentários