Bem-vindo | 22/11/2018

Portal Folha - O seu Jornal Online

Jovens Adventistas, Hemoba e Prefeitura unidas na 11ª Campanha “Vida por Vidas”

Há 11 anos Igreja Adventista, Hemoba e Prefeitura são parceiras em um projeto premiado pela Organização Mundial de Saúde pela sua magnitude como missão de salvar vidas, doando vida representada no sangue de jovens doadores voluntários.

Por Gidalti Moura

dom, 26/08/2018 às 18:04

O projeto “Vida por Vidas” foi criado há 13 anos quando o estado do Rio Grande do Sul foi impactado com sua primeira campanha em 2005. A campanha apresentou em seu primeiro ano uma arrecadação de mais de dez mil bolsas de sangue resultado que levou a Organização Mundial de Saúde a premiar a Igreja Adventista do 7º Dia pela iniciativa. Hoje nos oito países da América do Sul, a campanha já soma mais de 300 mil doadores.

A ideia da campanha que tem como tema: “Ele deu tudo para você doar um pouco” é comparar o sacrifício de Jesus Cristo na cruz, comemorado na Páscoa pelos cristãos, doando vida à humanidade, ao ato de doar sangue, salvando vidas; mobilizando assim a sociedade para essa grande ação social.

A partir dessa iniciativa voluntária promovida pelos Jovens Adventistas, o Projeto desenvolve uma proposta de contribuir com os hemocentros estaduais, regionais e locais para ampliar os limites de estoque em seus bancos de sangue. Tudo isso contribuiu para que o Projeto fosse conhecido e reconhecido, através da capacidade de mobilização. Desde então, o Projeto acontece anualmente.

A história da campanha “Vida por Vidas” se escreve também em Araci pela iniciativa dos jovens adventistas desenvolvida há 11 anos, como informa a coordenadora da campanha Rosa Lopes. Inspirados na campanha dos jovens no continente Sul Americano, Igreja Adventista em Araci, deu o seu pontapé inicial com sua primeira campanha em 2007. Rosinha lembra que nesse tempo a igreja pode contar com o apoio da prefeita Nenca e com isso o projeto pode começar com força e de lá para cá, os prefeitos sucessores continuaram mantendo o apoio ao projeto, comenta a coordenadora.

Hoje sua 11ª versão, a campanha se realiza desde ontem (sexta feira 24) e como disse Rosinha, está sinalizando que será um sucesso, superando resultados em nível de coleta de sangue, superior a todas as anteriores.

Para Rosa Lopes, os efeitos dessa superação se devem ao apoio irrestrito que os jovens da Igreja receberam da Prefeitura Municipal, na pessoa do prefeito Silva Neto, que disponibilizou todo apoio logístico para que a unidade do Hemoba, “HEMÓVE” pudesse se instalar e funcionar na cidade. Rosinha fez questão de citar o apoio da secretária Ana Ofélia da Saúde e de Batista Santiago, diretor do Hospital Municipal que além de disponibilizar todo apoio se fez presente durante a campanha.

Para a coordenadora da unidade do Hemoba de Feira de Santana, Marcia Almeida Nogueira, que coordena a equipe em Araci, a campanha dos jovens adventistas tem apresenta resultados e de elevada importância para o hemocentro em Feira de Santana. O tema da campanha fala de vidas salvando vidas e isso é algo forte, capaz de mobilizar tantos jovens adventistas numa ação desse tamanho. Marcia que pelo terceiro ano consecutivo, vem a Araci, disse que o Hemoba já desenvolve essa parceria com a igreja Adventista em outros municípios, mas nenhum outro tem apresentado resultados tão excelentes em quantidade de bolsas de sangue coletadas como Araci. É o melhor parceiro que temos. – diz Marcia.

A coordenadora do Hemoba comenta que a média de bolsas projetada para os municípios que recebem o HEMOVEL, se satisfaz com 60, até 70 bolsas por campanha e que todas as vezes que vem a Araci, sempre esperam uma cota maior de até 100 bolsas.

A campanha encerrou sua ação na Praça da Conceição, quando a equipe de jovens da Igreja e a equipe do Hemoba se prepararam para deixar a cidade e os resultados apresentados nesta 11ª versão da “Campanha Vida por Vidas” foram comemorados como bem imaginavam tanto Rosinha da

Igreja como Márcia do Hemocentro.

 

Rosa Lopes falou que esse ano o projeto deu muita ênfase ao cadastramento de doadores de medula óssea. O cadastro de doadores de medula ainda é muito reduzido e são muitas as pessoas portadoras de determinadas doenças hematológicas, como a leucemia, que necessitam dessa ajuda. Por isso também comemoramos mais esse fantástico resultado nessa campanha. O cadastramento de 27 Doadores de Medula Óssea. – Comemora Rosinha.

Resultados da Campanha no final da tarde deste sábado às 17hs.:

Doadores cadastrados – 235

Doadores Aptos            – 159

Bolsas de Sangue         – 159

A cada ano aumenta o engajamento de jovens e adultos e tanto a Igreja como o Hemocentro podem comemorar um resultado mais animador para a campanha que virá em 2019

 

Comentários