Bem-vindo | 21/07/2018

Portal Folha - O seu Jornal Online

De luto, Araci chora a morte de mais um de seus notáveis filhos

Talvez casualidade,
que se explique só no além;
todos choraram a despedida,
e a natureza também.
Pinheiro passou pela vida como alguém que não viveu, simplesmente. – “Pinheiro viveu e deixou marcas seguindo as pegadas de seus ancestrais. Viveu entre sua gente como jovem, destacado estudante e chegou a ser professor de sua geração.

Por Gidalti Moura

ter, 27/03/2018 às 08:23

 

Última das aparições de Pinheiro como homem público, na fase de vice prefeito discursando como prefeito empossado pela Câmara pelo primeiro afastamento do prefeito Zedafó.

Na tradição africana, quando chove no momento da ultima despedida significa que os deuses estão recebendo o viajor e que as portas do céu provavelmente também estão se abrindo. Há tristeza na terra, a natureza cerra os bicos dos pássaros e rega com lágrimas do éter o momento sombrio da despedida.

Casualidade que só se explica no além, mas na despedida de Pinheiro choraram os familiares, choraram os amigos e a natureza chorou também na tarde ontem (segunda feira 26) que marcará de forma indelével as vidas dos Ferreiras, dos Pinheiros, dos Oliveiras e de todos os progênies, consanguíneos destas famílias.

Pinheiro nasceu, cresceu e se fez homem na terra de seus ancestrais e foi pela inspiração deles que Valdemiro Ferreira Pinheiro habitou entre nós como homem de muitas ideias e experimentado nos trabalhos, mas também viveu como uma celebridade participando da vida pública de sua terra a exemplo de seu pai Pedro Alves Pinheiro que entrou para a história dos 59 anos de Emancipação Política de Araci como um dos primeiros vereadores eleito para a primeira legislatura iniciada em 07 de abril de 1959.

Pinheiro passou pela vida como alguém que não viveu, simplesmente. – “Pinheiro viveu e deixou marcas seguindo as pegadas de seus ancestrais. Viveu entre sua gente como jovem, destacado estudante e chegou a ser professor de sua geração. Exerceu atividades na área comercial em segmentos variados, armarinho, farmácia, transporte, agricultura, estivas e componentes e mesmo com tantas atividades ainda pode se dedicar à politica local. Foi eleito vereador e desempenhou três mandatos na Câmara de Araci na legislatura de 31.01. 1983 a 25.09.1988 exercendo um mandato de seis anos. Depois desempenhou mandato na legislatura de 01.01.1989 a 31.12.1992 e seu terceiro mandato na legislatura 01.01.2001 a 31.12.2004 quando assumiu a presidência da Câmara. Neste mandato Valdemiro assumiu como prefeito a prefeitura de Araci em 26.01.2006, em 04.05.2006 e 24.08.2006 pelos seguidos afastamentos do prefeito da época Zedafó”.

A cidade e toda a população viverão além dos lutos oficiais declarados pelas duas instancias do poder a tristeza da perda de seu irmão de chão, de seu professor, de seu vereador, de seu empresário e de seu prefeito exercitando seu dever constitucional.

Hoje uma multidão estava prestando sua ultima homenagem a ele depois de ter falecido em Feira de Santana na madrugada de hoje.

Muita gente, familiares e amigos e celebridades que militam na politica de Feira de Santana como o prefeito José Ronaldo que veio acompanhado de dona Ivanete sua esposa e o secretário Pinheiro seu irmão, vieram para se despedir do amigo e irmão. O prefeito de Araci, Silva Neto a vice Keinha e os ex-prefeitos Nenca e Edivaldo Pinho e o ex-prefeito Carlos Mota. O vereador Jefson presidente da Câmara, vereadores de Araci, secretários municipais e o vereador emérito da Bahia Grênivel Moura, acompanharam o funeral até o cemitério São João Batista.

Em homenagem à sua trajetória de vereador e presidente, presidente Jefinho assinou um Decreto de Luto oficial por 03 dias e comunicou a suspenção da sessão ordinária que se realizaria hoje (terça-feira, 27).

 

Comentários