Bem-vindo | 23/10/2018

Portal Folha - O seu Jornal Online

Ao pregar na igreja adventista, Sheena reverencia seu pai Valdomiro Pinheiro

No sábado (02.06) a irmã Sheena era mais uma mulher estava na escala dos escolhidos para ocupar o púlpito e proferir a mensagem (sermão) chamado da segunda hora do culto sabático começando pela escola Sabatina que vai de 09 às 10h e 10min. Pouco raro, mas as mulheres também assumem o horário e lugar santo nos cultos das manhãs de sábado.

Por Gidalti Moura

dom, 03/06/2018 às 18:53

A professora Sheena foi escolhida para levar a mensagem do culto principal na igreja no sábado, ontem (02.06). Entre um recheio e outro de sua exegese, a pregadora fez honras a seu pai. “Sua vida de pai para mim deixa uma sensação de que o verei um dia naquele encontro da eternidade” – disse emocionada.

O texto bíblico que a professora Sheena trabalhou em sua preleção, falava da história da prostituta Raabe e o fato dela haver se utilizado de uma mentira para proteger os espias enviados pelo líder Josué antes da queda dos muros de Jericó. Ela enfatizou, porém, como Deus usou de misericórdia para com ela e seus familiares, como descreve o livro de (Josué 6:22-25) lido por Sheena.

Na mensagem bíblica, lida a pregadora procurou mostra que a oferta de salvação de Deus é para todos os pecadores e em sua exegese, ela aplicava as palavras do versículo 21 – “Segundo as vossas palavras, assim seja. Então, os despediu; e eles se foram; e ela atou o cordão de escarlata à janela” e explicou Sheena: “A marca de Deus revelada na cor do cordão falava do sacrifício de Deus no sangue de Seu filho Jesus para a salvação de todos” e apelou aos irmãos que enchiam a nave da igreja para que ajudasse outras pessoas a colocarem a marca de Deus em suas vidas para serem libertos de tantos desastres do mundo em que vivemos.

“Meu pai se foi mais cedo que esperávamos, mas me conforta saber que apesar dele não ser um adventista, me apoiou sempre na minha escolha. Ele era um cristão e que carregava as marcas de Deus como um homem dedicado a servir a quem dele precisasse e terminou dizendo do púlpito que apesar da saudade tão tenra, carregava o orgulho do pai que já não está mais aqui”. – Disse.

        A fotomontagem é um aplic à matéria como homenagem do Editor ao pai da pregadora e ao amigo, professor, vereador, presidente da Câmara de Vereadores, empresário e prefeito por exercício de mandato-vacância do titular. 

Sheena terminou sua mensagem dizendo que assim como Deus manifestou Sua graça salvadora a uma prostituta possuída de uma fé genuína, com o propósito de salvá-la de sua vida de pecado, Ele tem planos para cada um hoje e fechou o apelo cantando um hino de fé, esperança e consagração.

 

Comentários