Bem-vindo | 21/10/2019

Portal Folha - O seu Jornal Online

Alegria e muitas emoções no 36º aniversário da Igreja Adventista de Sobradinho

Culto solene, batismos, louvores e mensagem para as famílias como a igreja de Deus na terra marcarão para sempre a celebração dos 36 anos da Igreja Adventista do Sobradinho em Feira de Santana.

Por Gidalti Moura

dom, 22/09/2019 às 21:44

Conta-se como se fosse lenda que entre a Baraúna e o Jardim Cruzeiro havia um antigo sobrado que por ser considerado mal-assombrado deixava assustada a população da parnasiana Feira de Sant’Anna e para tornar mais emocionante a história de sua origem, havia um “sobradinho” que abrigava padres jesuítas e por eles era utilizado como depósito de ouro trazido pelos tropeiros das minas de Mundo Novo e de Jacobina.

Essa origem abismal, pavorosa do bairro, foi se desmistificando com a modernidade e o crescimento que veio substituindo as casas sinistras por supermercados, lojas escolas, pizzarias, bares, igrejas, postos de gasolina, e outros.

Como são hoje todos os bairros residenciais, a vida de seus habitantes é acelerada e a vida noturna agitada e essa característica levou um grupo de piagas do evangelho a projetar uma arca de proteção para as famílias. Nesse tema falou o pastor Jedson Moura (pastor Tim) em sua mensagem na hora do Culto Solene na manhã do sábado 21, dia separado para celebração dos 36 anos da igreja.

Nasceu com um nome lindo em homenagem à rua onde nasceu como pequeno em 1983 sendo reconhecido entre a membresia adventista em toda Feira. A cada dia, o Senhor ia acrescentando àquele pequeno grupo mais membros pelo poder da palavra pregada pelos pioneiros, cujos nomes foram homenageados durante a programação.

Hoje, a chamada Igreja do Sobradinho é sede de um distrito forte, um espaço bonito, moderno, estruturado e capaz de apresentar além do conforto espiritual em sua nave confortável e aparato de seu altar de culto ao Divino, oferece instalações modernas em salas de departamentos, de reuniões, berçário, além de banheiros e sanitários de fino aspecto e trato.

O sábado foi um dia de festa, mas a apoteose do dia foi registrada nos momentos do Culto Solene e do santo batismo quando juvenis do Clube dos Aventureiros demostraram perante todos, suas decisões de seguir a Jesus mesmo na tenra idade. Entre estes garotos de Cristo, estava o pequeno Davi com apenas oito anos e numa decisão livre sem pressão externa disse ao seu pastor que é também seu pai: “O senhor não vai me batizar não? Eu quero fazer meu concerto de vida ao lado de Jesus logo, meu pai!” – disse o pequeno Davi que já cumpria fielmente tudo o que se espera de um batizando segundo a bíblia e o manual da igreja.

O batismo do pequeno Davi sendo oficiado pelo seu pai Jedson Moura Pinheiro naquela manhã de sábado, era como o reescrever de uma era odisseia iniciada pelo casal João e Laura Moura que há 73 anos desembarcaram no Araci do Raso disseminando o evangelho eterno, a verdade do sábado do 7º dia e a segunda vinda de Cristo.

Com parcos recursos, preparou seus filhos e filhas para a vida e desse ministério do casal Moura, mais de vinte pastores e obreiros continuaram o seu legado de fé adventista e o pastor Jedson (o Tim neto do casal filho de sua filha Hezir) é por enquanto o ultimo ponto nesse horizonte de ascendência vertical na história dessa odisseia próxima a um século de fé.

O que se ouviu das lideranças envolvidas naquela linda programação foi que a igreja passou por muitas lutas, mas graças ao bom Deus, e ao empenho dos irmãos, permaneceu firme, sempre abundante no serviço do Senhor. Deus tem sido muito bondoso conosco e tem nos permitido florescer mesmo em meio aos desertos. Ao longo dos seus trinta e seis anos, a Igreja Adventista Primavera hoje Sobradinho, sempre honrou sua vocação missionária, evangelizando, ajudando a comunidade e levando os jovens a se encontrarem aqui nesse lugar com Jesus. – Disse a apresentadora do cerimonial.

Foram citados nomes de todos os pastores que passaram pela igreja nestes anos, homens de Deus que pastorearam o rebanho, seja como pastor titular ou interinos, com sabedoria e prudência, guiando o rebanho segundo a vontade de Deus. Louvamos a Deus por cada pastor que por aqui passou deixando suas marcas indeléveis em nossas vidas. Foram as ultimas palavras do pastor Jedson ao deixar a plataforma para se despedir dos irmãos.

 

Comentários