Bem-vindo | 23/04/2018

Portal Folha - O seu Jornal Online

POPULAÇÃO DE ARACI SEM SERVIÇOS BANCÁRIOS DESDE AS EXPLOSÕES DOS BANCOS PEDE AUXÍLIO À CÂMARA

Na próxima sessão será acionada em plenário, na forma regimental a Comissão competente, Comissão de Defesa do Consumidor que tomará assento com os gerentes das agencias dos bancos para que os mesmos apresentassem por força de lei delegada, soluções urgentes e que a população seja avisada das medidas adotadas e que seja decidida e cumprida uma data para restabelecimento dos serviços bancários na cidade, garantiu o presidente Jefinho aos requerentes.

Por Gidalti Moura

ter, 27/03/2018 às 15:51

Desde a madrugada fatídica de 11 de dezembro, quando homens fortemente armados explodiram as duas agências, Banco do Brasil e Bradesco na cidade, a população encara duas realidades: – A lembrança do violento impacto que assombrou a cidade destruiu as estruturas das agencias e até hoje estão sem condições de serem reabertas. – A outra realidade é o passar de um tempo que vem sendo contado e hoje se completam 76 dias. Amanhã 77 e quantos mais virão.

Os bandidos deixaram a agencia do Banco do Brasil totalmente destruída o que dificulta até hoje sua recuperação.

Depois investiram contra a agencia do Bradesco com o mesmo ímpeto. O Bradesco já apresenta sinais de que retomará os serviços mais cedo.

São dois meses e meio de sofrimento de usuários das duas agencias com suas vidas atrapalhadas e ao mais prejudicados são os aposentados e pensionistas que para movimentarem o pouco que recebem, são levados a gastarem com deslocamento para outras cidades vizinhas para sacarem seu dinheiro e pagarem suas contas.

De lá pra cá as casas lotéricas e agências dos Correios que foi ultimamente assaltada também, os pontos de comércio que tem caixas rápidas dos bancos, estão sobrecarregadas e não prestam todos os serviços e os caixas alternativos dos bancos como do Bradesco na sede da Prefeitura quase nunca tem dinheiro.

Os comerciantes passam a sentir em seus negócios os efeitos da falta de circulação de dinheiro no mercado, já que quem sai de Araci para tirar dinheiro em outra cidade, por lá mesmo faz suas comprar e resolvem seus problemas.

A situação levou pessoas a procurarem o presidente da Câmara, vereador Jefinho Carneiro e pediu que ele como autoridade legislativa ordenasse uma diligente ação por parte dos vereadores para pressionarem as agencias a apresentarem uma solução mais urgente, pois está difícil a longa espera.

O presidente Jefson disse aos que o procuraram que estaria acionando a Comissão Permanente da Câmara, de Defesa do Consumidor e que estaria aprovando em plenário na próxima sessão uma diligencia da Comissão competente que tomará assento com os gerentes das agencias dos bancos para que os mesmos apresentassem por força de lei delegada, soluções urgentes e que a população seja avisada das medidas adotadas e que seja decidida e cumprida uma data para restabelecimento dos serviços bancários na cidade.

Comentários